Em Dicas

crise de panicoA crise de pânico é um tipo de transtorno de ansiedade em que a pessoa sente um medo e desespero intensos e incontroláveis de que alguma coisa ruim possa acontecer. Tal crise pode acontecer mesmo que não haja nenhuma situação de perigo ou motivo aparente para isso.

É um episódio altamente limitante e que interfere muito na qualidade de vida do paciente e que, por isso, precisa de um tratamento adequado de um psiquiatra. Entretanto, algumas crises podem acontecer, mesmo durante o tratamento. E se você conhece alguma pessoa que sofra de crise de pânico, deve saber como é difícil e delicado lidar com a situação quando uma crise acontece.

Por isso, a Levmind preparou algumas dicas para que você possa realizar a melhor assistência para a pessoa que está passando por uma crise de pânico. Veja só:

Identifique os sintomas

O primeiro passo é identificar que a pessoa está passando por uma crise de pânico. Na maioria das vezes ela nem terá condição de avisar. Os principais sintomas são a perda de controle do próprio corpo e a sensação de que vai morrer a qualquer momento. Além disso, a pessoa pode ter palpitações, dor no peito, taquicardia, suores, tremores, boca seca, sensação de despersonalização etc.

Cuide da pessoa no momento da crise

No momento de uma crise de pânico, o que a pessoa mais precisa é de alguém calmo, que fique ao seu lado e que a apoie nesse momento delicado. Por isso, o mais importante é trazer tranquilidade e segurança. Então, evite frases como “fique calmo” (ninguém fica calmo quando ouve essa frase), “não tenha medo” (é tudo o que ela tem no momento). Prefira comentários como “Isso já vai passar, estou com você” ou “isso já aconteceu com você outra vez e lembre-se que passa rápido”.

E se a pessoa pedir para ir ao hospital, atenda prontamente. Afinal,  uma crise de pânico é muito parecida com um infarte. Então, não arrisque.

Procure identificar a causa

Falando com calma e segurança, pergunte para a pessoa se existe alguma coisa que está incomodando. Tente eliminar qualquer experiência que possa perturbar como um barulho, estar em um determinado lugar ou o contato com algum objeto. Enfim, não menospreze o que a pessoa está sentindo. Um ataque dura, em média, de 5 a 15 minutos e aos poucos os sintomas vão diminuindo.

Depois que tudo passar e for possível conversar sobre o que aconteceu, aconselhe a pessoa a procurar uma ajuda profissional. Isso vai melhorar sua qualidade de vida. A Levmind, atende pacientes com crise de pânico e desenvolve um tratamento específico para tratar esse tipo de transtorno.

Posts recentes

Deixe um comentário